Na terça-feira, RB Leipizig e Atalanta eliminaram Tottenham e Valencia, respectivamente, e avançaram. Ontem foi a vez de PSG e Atlético de Madrid vencerem seus confrontos e seguirem na competição.

PSG 2×0 Borussia

Haaland deu show no primeiro jogo e garantiu a vitória do Borussia por 2×1 nos primeiros 90 minutos de disputa. O PSG teve, então, a missão de reverter a desvantagem em um jogo com portões fechados (por causa do Coronavírus).

Havia muita expectativa sobre o time todo – pelas últimas 3 quedas consecutivas nas oitavas – mas, principalmente, sobre Neymar. E ele não decepcionou.

O atacante brasileiro calou a crítica com a sua participação decisiva no jogo. Marcou o primeiro gol aos 28 minutos e iniciou a jogada do segundo tento. Neymar teve o desempenho de um jogador maduro sem firulas, sem dribles desnecessários, sem confusões e com pensamento no coletivo. Foi importantíssimo para a vitória do PSG e o time francês conquistou a vaga com autoridade.

O Borussia não buscou o jogo na primeira etapa. Decidiu tentar segurar a vantagem da ida e o PSG jogou praticamente sozinho. Depois que Neymar abriu o placar, os franceses ampliaram com Bernat aos 43′ e obrigaram os visitantes a voltarem do intervalo com uma postura mais ofensiva.

Mas, embora precisasse de 1 gol para levar a disputa para a prorrogação, o Borussia não conseguiu chegar com perigo ao gol rival e deu adeus à disputa.

Na imagem, os atletas do PSG, em tom de ironia, repetem a comemoração que Haaland, atacante do Borussia, fez no primeiro jogo

Confira o gamecast da partida:

Já pensou em ganhar dinheiro usando seus conhecimentos de futebol? No SPM 365 isso é possível! Faça seu cadastro e escale seu time nos melhores campeonatos do mundo!

Liverpool 2×3 Atlético de Madrid

O Liverpool era favorito. Apesar de ter perdido o jogo da ida pelo placar mínimo, era consenso que o Atletico de Madrid enfrentaria muitas dificuldades para segurar o poderoso time de Klopp. Entretanto, não deu a lógica e os atuais campeões mundiais perderam também a partida de volta: 3×2.

Mas, por incrível que pareça, os Reds jogaram muito melhor. Tiveram muito mais volume de jogo, tanto que finalizaram 35 vezes enquanto os comandados de Simeone chutaram 10 vezes ao gol – a posse de bola foi de 72% a 28% para os donos da casa.

Wijnaldum abriu o placar aos 43′ e, na prorrogação, Firmino ampliou a vantagem. Ainda no primeiro tempo extra, Llorente marcou logo depois em uma falha de Adrián e, no final, deixou mais um. Morata ainda virou o jogo para o colchoneros no último minuto da prorrogação e fechou a conta.

O treinador Klopp se manifestou sobre o futebol apresentado pela equipe rival:

– Quando vejo jogadores como Koke, Saul, Llorente, que podem jogar futebol de verdade, e eles ficam estáticos em seu próprio campo e esperam os contra-ataques… Mas, ok, eles venceram a gente. Temos que aceitar. E aceitamos.



Jurgen Klopp

Depois que a sequência de vitórias do Liverpool foi quebrada, parece que as coisas desandaram de vez. Finalista das duas últimas edições da Champions e líder incontestável da Premier League, essa eliminação precoce na primeira fase de mata-mata tem um gosto amargo porque contrasta com um excelente desempenho no campeonato nacional que vai dar um título inédito para os Reds.

Oblak, arqueiro do Atlético, foi eleito (merecidamente) o melhor jogador da partida. Pegou até pensamento!

Confira o gamecast do jogo:

Cadastre-se grátis no SPM365