Futebol sem público pode ser emocionante? Sim! 2020 foi um ano que mudou a dinâmica do esporte e mostrou que nunca foi apenas um jogo.

O esporte mais popular do planeta parou por cerca de três meses em todo o mundo e voltou com novidades impensáveis antes da pandemia começar: jogos sem público, liberação para cinco substituições e o “novo normal” em que os times não mais são desfalcados apenas por atletas suspensos ou lesionados, mas, especialmente, devido a contração do coronavírus pelos jogadores.

Em meio ao caos, existiram momentos emocionantes, listamos os cinco que mais marcaram a redação, confira:

Jadon Sancho – Justice for George Floyd

Escale seu time no SPM 365

O atacante inglês Jadon Sancho, do Borussia Dortmund, revelou uma camiseta com a mensagem “Justice for George Floyd” (“Justiça para George Floyd”) após marcar um gol para sua equipe contra o Paderbon, em maio de 2020, pelo Campeonato Alemão.

Na partida o jogador marcou seu primeiro hat-trick profissional e, através de suas redes sociais, confessou que apesar de estar feliz com o marco em sua carreira, se solidarizava com o momento e pediu para todos ajudarem também a fazer a diferença no mundo.

George Floyd, um cidadão estadunidense, negro, foi sufocado até a morte por um policial ao ser detido pela polícia de Mineápolis, nos Estados Unidos. As imagens da prisão e da truculência policial provocaram manifestações violentas em diversas cidades dos Estados Unidos.

A “bolha” da Champions League

Bayern de Munique se sagra campeão da Champions League.

Para evitar deslocamentos em meio à pandemia, a UEFA também criou uma espécie de “bolha” para a maior competição entre clubes do mundo: a partir das quartas de final, os times se enfrentaram em jogos únicos disputados em Lisboa. 

Mesmo com arquibancadas vazias, sobraram emoção e grandes histórias, como a goleada de 8×2 do Bayern de Munique contra o Barcelona. A boa campanha da Atalanta (time da Lombardia, a região italiana mais afetada pela primeira onda de Covid-19) e a chegada do Paris Saint-Germain à sua primeira final – acompanhada de uma grande corrente de torcedores brasileiros na internet apoiando Neymar (e muitos torcendo contra também).

A final da Liga dos Campeões foi um jogo rápido, com muitas chances de gol e atuações acima da média dos goleiros Keylor Navas e Manuel Neuer, mas quem levou a melhor no final foi o tradicional Bayern de Munique, que venceu por 1×0.

Paris Saint-Germain x Istanbul Basaksehir

Já pela fase de grupos da temporada seguinte, que só terminará em maio de 2021, a partida entre o PSG e o Istanbul Basaksehir proporcionou outro momento histórico. Em dezembro, jogadores abandonaram a partida, depois de o atacante senegalês Demba Ba, que defende o time turco, acusar o quarto árbitro, o romeno Sebastian Coltescu, de injúria racial. 

O jogo foi reiniciado no dia seguinte, com mais um protesto antirracismo dos atletas – repetindo gesto que se tornou comum em diversas partidas neste ano, no futebol e em outros esportes, com jogadores ajoelhados erguendo os punhos contra o racismo.

Atletas do PSG e do Istanbul se ajoelharam em protesto contra o racismo antes do início da partida.

O Mundo de despede de um grande ídolo

No dia 25 de novembro de 2020, o mundo se despediu de Diego Maradona. O maior ídolo do futebol argentino, morreu aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória.

O astro sofreu um mal súbito pela manhã daquele dia, porém o ex-jogador não resistiu, tendo sua morte confirmada pela imprensa argentina e pela TV pública do país no começo da tarde.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, declarou luto oficial de três dias no país. Em postagem nas redes sociais, o chefe de Estado lembrou que Maradona levou a Argentina “ao topo do mundo” e fez o país “imensamente feliz. “Fostes o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Sentiremos sua falta para toda a a vida”, escreveu o presidente.

São Paulo x Goiás

Partida cancelada entre São Paulo e Goiás.

A partida entre São Paulo e Goiás válida pela primeira rodada do Brasileirão 2020 foi adiada devido a contração do coronavírus nos atletas. Horas antes da partida, o Goiás entrou com um pedido no STJD para que a partida fosse postergada depois que dez jogadores (oito titulares) testaram positivo para a Covid-19. 

 “Dez dos 23 jogadores concentrados foram positivados. Infelizmente, fomos comunicados apenas no dia de hoje. Preferimos agir com coerência. Qual coerência? Pedir que o jogo fosse adiado. Entramos com uma liminar no STJD com essas alegações porque esportivamente seria uma coisa descabida. Teríamos 13 jogadores em campo, 11 titulares e dois reservas. Por questões de segurança e saúde também. Como os jogadores estavam concentrados, não sabemos dizer se os outros podem estar contaminados ” – alegou o presidente do Goiás, Marcelo Almeida.

O fato foi muito marcante devido a data da ocorrência: logo quando o futebol brasileiro estava sendo retomado.

Para você qual foi o fato mais marcante em 2020? Conta pra gente! Não se esqueça de fazer sua escalação no SPM 365!