Os dois foram os astros da Premier League na última temporada, mas para você quem é o melhor? Fizemos um comparativo para você decidir!

Jamie Vardy

O centroavante, hoje com 31 anos de idade, demorou para estourar em solo inglês. Passou algumas boas temporadas no futebol semi-profissional, subiu para as divisões inferiores da Football League e só chegou à elite um bom tempo depois.

Em 2002, com 16 anos, atuava pelo Sheffield Wednesday, um clube bastante tradicional na sua terra natal, mas acabou sendo dispensado. O jogador não desistiu e acabou sendo contratado pelo Stocksbridge Park Steels, da oitava divisão.

Jamie atuou pelo time principal do Stocksbridge entre 2007 e 2010 e durante a passagem pelo time, teve um grande contra-tempo: certa briga de bar levou o atacante inglês a usar uma tornozeleira eletrônica por seis meses. Ele Tomou as dores de um amigo deficiente auditivo, que havia sido insultado no local.

No final de 2010, Jamie se transferiu para o Halifax Town, em West Yorkshire e logo depois para o Fleetwood Town. E foi neste último clube que o atacante ganhou um ticket para o sucesso. Seus 31 gols marcados em 36 jogos pelo time da quinta divisão atraíram olhares do Leicester City, que pagou em torno de 1 milhão de libras para contar com Vardy na equipe.

A primeira temporada com o uniforme azul foi tímida. Foram 26 partidas disputadas e apenas quatro gols marcados na segunda divisão, mas tudo mudou com o acesso à Premier League, depois que O Leicester garantiu o título da Championship em 2013/14 e se juntou ao grupo dos melhores clubes da Inglaterra.

A temporada 2015/16 certamente ficará na memória de todos os amantes do esporte. Quem ainda não conhecia Jamie Vardy e o modesto time do Leicester, inevitavelmente ficou por dentro do que estava acontecendo na Inglaterra.

Os Foxes lideraram o campeonato na reta final da competição, deixando para trás gigantes como Liverpool, Manchester United e Arsenal e conquistaram o inédito título da liga nacional. Vardy teve um grande destaque, já que terminou a campanha com 24 tentos anotados (um a menos que o artilheiro da ocasião, Harry Kane) e serviu 6 assistências .

Nas seguintes temporadas, os foxes venderam seus destaques, entretanto Vardy ficou. Mesmo com todas as mudanças, o artilheiro continuou marcando gols, jogou a Copa do Mundo de 2018 e renovou seu vínculo com o clube.

Na temporada 2019/20, o centroavante continuou sendo o destaque do time. O clube terminou a Premier League na 5ª colocação e ele foi o artilheiro, não só do Leicester, mas da competição com 23 gols.

Mohamed Salah

Desde pequeno, Mohamed Salah queria ser um jogador de futebol. Sua inspiração veio de ídolos como Ronaldo, Totti e Zidane, porém seu sonho seria difícil de perseguir porque o Egito não possui muita tradição no futebol e os principais times ficavam longe de sua cidade natal.

Ainda com 14 anos, assinou o 1º contrato profissional com o Al Mokawloon, clube de Cairo que disputa a 1ª divisão do país. Para poder jogar e estudar, passou a fazer o percurso entre as duas cidades, um trajeto diário de mais de cinco horas. Começou jogando como lateral esquerdo, porém como é um velocista, seu treinador da base enxergou um potencial maior no ataque. A mudança resultou em 35 gols no campeonato, o que o fez subir para o time profissional.

Não esqueça de escalar sua equipe no SPM 365.

Teve que interromper sua carreira devido ao massacre no Estádio Port Said, em fevereiro de 2012. A tragédia resultou na morte de 74 pessoas, durante uma partida de futebol que se tornou um palco de guerra. O campeonato do país foi suspenso por dois anos e os jogadores ficaram desempregados.

Graças a um amistoso contra a seleção sub-23 do Egito, Salah foi garimpado pelo time suíço Basel, cujo técnico ficou impressionado com sua velocidade. Salah ficou pouco mais de uma temporada no clube da Suíça, o suficiente para fazer gols e ajudar a eliminar Tottenham e Chelsea na Liga Europa. Este último acabou contratando-o para integrar ao elenco.

De lá, seguiu para o Chelsea – onde jogou pouco – passou pela Fiorentina, foi destaque na Roma, até ser comprado pelo Liverpool por 50 milhões de euros.  Com ajuda do técnico Klopp, Salah tornou-se peça-chave de uma equipe que tem por essência jogar para frente, resultando em partidas definidas em intervalos muito curto de tempo.

Salah é um astro do futebol a parte, além da sua brilhante atuação no esporte, o egípcio também é reconhecido pelo seu trabalho filantrópico. Mesmo cotado para a Bola de Ouro da Fifa, famoso e bem-sucedido financeiramente, o jogador não demonstra ter esquecido suas origens e a dura realidade vivida por grande parte dos seus conterrâneos.

Na temporada 2019/20 foi novamente um dos destaques do Liverpool. Marcou 19 vezes e deu 10 assistências, tendo sido o artilheiro do seu clube.

Comparativo 2020/21

Ofensivo

Mohamed Salah: 17 gols e um total de 33 chutes a gol.

Isso resulta em uma taxa de conversão de 23,29%. Ele teve um total de 36 grandes chances.

Jamie Vardy : 12 gols e um total de 24 chutes a gol.

Isso resulta em uma taxa de conversão de 24%. Ele teve um total de 28 grandes chances.

Assistências

Mohamed Salah: tem um total de 3 assistências e 20 passes importantes (passes que levam a um chute a gol). Criando assim um total de 23 chances.

Jamie Vardy: tem um total de 4 assistências e 7 passes importantes. Criando assim um total de 11 chances.

Outra métrica importante de se levar em consideração e a taxa de passes certos em geral e, mais importante, a taxa de passes certos na área adversária – porque é onde a maioria dos gols são feitos. Salah tem uma taxa de 83,73% e uma taxa de 36,36% para passes na área. Já Vardy tem uma taxa de 63,88% e uma taxa de 15,03% para passes na área.

Defesa

Vamos dar uma olhada nas habilidades defensivas de Mohamed Salah e Jamie Vardy.

Mohamed Salah: 13 disputas de cabeça e 44 divididas.

Jamie Vardy: 3 desarmes, 27 disputas de cabeça e 23 divididas.

Quem você acha que é o maior? Conta pra gente! Não esqueça de escalar sua equipe no SPM 365.