Infelizmente nas últimas semanas o mundo foi tomado por uma pandemia do vírus covid-19, o Coronavírus. Este fato tem mobilizado governantes de todo o mundo na tentativa de barrar a expansão do vírus que vem afetando cada vez mais a vida das pessoas, incluindo os esportes.

E uma das principais formas de conter o vírus é o afastamento social, o que significa evitar o contato com outras pessoas, e principalmente grandes multidões. 

A atual situação dos torneios de futebol pelo mundo

Na última semana, as principais autoridades do mundo do esporte se reuniram para vetar a continuidade dos torneios pelo mundo. Conmebol e UEFA se posicionaram adiando por tempo indeterminado os principais torneios do mundo como: Champions League, Libertadores, Eurocopa, Copa América e etc.

No Brasil, os campeonatos que estavam em andamento também foram pausada (Estaduais, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Campeonato Brasileiro Feminino e sub-17 ). Para os nossos times o grande risco está na falta das receitas geradas pelos jogos nos estádios, tão importantes para a saúde financeira das equipes.

Devido ao adiamento dos jogos, os times perdem também o faturamento por direitos de imagem, bilheteria e premiações bônus pelos campeonatos disputados, o que para alguns times equivale a mais de 50% da receita anual.

A situação é ainda mais crítica para os pequenos clubes, que dependem ainda mais dessas receitas, podendo levá-los a falência financeira. Alguns clubes discutem a possibilidade de negociar com o sindicato dos jogadores e parcelar o salário da categoria neste momento de crise.

A nós torcedores só resta esperar que este momento tão triste passe.

Mas, o que aconteceria se os campeonatos fossem encerrados hoje?

Segundo o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, os times que lideram os campeonatos de ponto corrido na europa não seriam considerados campeões. Segundo ele, não é de interesse que os campeonatos fossem encerrados, provavelmente por envolver muitos fatores como patrocinadores e contratos ainda vigentes para as competições.

No Brasil, a CBF ainda não se manifestou a respeito, porém, dado a diferença entre as formas de competição em cada estado, provavelmente seguirá a mesma postura da UEFA.

Fique ligado para mais informações no SPM 365. Manteremos vocês sempre bem informados a cada novidade no mundo do futebol.