Após uma temporada movimentada com a queda do Cruzeiro, a segunda divisão do Campeonato Brasileiro chegou ao fim. Com isso, estão confirmadas as quatro equipes que estarão na elite do futebol brasileiro: Chapecoense, América-MG, Juventude e Cuiabá.

Chapecoense

Jogadores da Chape comemorando o título.

A passagem da Chapecoense pela Segundona não poderia ter terminado de maneira melhor com o Verdão do Oeste soltando o grito de campeão. Com 73 pontos, o time ficou empatado com o América-MG, mas levou a taça no saldo de gols (21 contra 20).

 A Chape terminou o primeiro turno com a melhor marca da era dos pontos corridos entre as principais divisões: foram apenas cinco gols sofridos em 19 jogos. Ao fim da competição, é a defesa menos vazada na era da Série B de pontos corridos, com 21 gols contra, e a segunda melhor entre as principais divisões. Apenas o São Paulo, campeão da Série A em 2007, foi melhor: 19 gols em 38 partidas..

O Verdão do Oeste manteve o técnico Umberto Louzer do início ao fim. Chegou a temer pela saída do treinador no meio do trabalho após proposta do Cruzeiro, mas ele recusou. O elenco sofreu com os salários atrasados, mas ciente do empenho da diretoria, manteve o compromisso e o desempenho esportivo. O time ainda conviveu com a Covid-19, que tirou a vida do presidente Paulo Magro, no fim de 2020.

América-MG

Time do América junto antes da partida.

Escale sua equipe no SPM 365

A temporada do América-MG foi sensacional. O título da Série B, que escapou entre os dedos nos segundos finais da competição, tornaria 2020 o maior ano da história do clube, com taça nacional e campanha histórica na Copa do Brasil. Mesmo sem o título, é inegável o brilhantismo do Coelho na temporada.

O América é organizado, paga em dia, está melhorando a estrutura do seu CT e quer, já há alguns anos, se firmar na Série A. Parar de bater e voltar. Tem mostrado indícios de que vai brigar por isso em 2021, como foi também em 2018.

Acontece que um clube como o América, sem orçamento alto para disputar a Série A, não tem espaço mínimo para erros na competição. Também é preciso entender que a primeira divisão exige mais. E que alguns jogadores, úteis na Segunda Divisão, não têm condições de ajudar na elite. 

Juventude

Juventude comemorando o acesso a Serie A.

O Alviverde está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro após 13 anos. O último – e único – acesso para a Série A do Ju foi em 1994, quando conquistou a Série B. O formato não era de pontos corridos, mas o clube permaneceu 13 anos na elite do futebol brasileiro. Quando caiu, amargou as mesmas 13 temporadas longe, vagando entre a Série D, C e B.

O Juventude encerrou a Série B na terceira colocação, com 61 pontos, pois passou o Cuiabá no saldo de gols. Assim, bateu seu recorde de pontos na competição.

Cuiabá

Cuiabá garante acesso inédito a elite do futebol brasileiro.

O Dourado garantiu o acesso à elite do futebol nacional após o CSA empatar em 1 a 1 com o Brasil-RS. Será a primeira vez em 35 anos de um representante do Mato Grosso na Primeira Divisão. O último havia sido o Operário de Várzea Grande, em 1986.

O Cuiabá fez grande campanha na Série B e superou até mesmo a saída do técnico Marcelo Chamusca, que deixou o clube para assumir o Fortaleza no meio da competição. Em 36 jogos até aqui, foram 17 vitórias, 10 empates e nove derrotas.

Disputa pelo título

A partida do América-MG tinha terminado há poucos minutos e os atletas do Coelho assistiram do gramado do Independência o título mudar de mãos. O América venceu o time do Avaí por 2×1, em um jogo que começou acelerado.

Aos 8′, Rodolfo abriu o placar. Aos 23′, Ademir ampliou e aumentou as esperanças dos mineiros. No segundo tempo, Getúlio diminuiu para os visitantes aos 17′. Até o apito final os mineiros eram os campeões, e tudo mudou na Arena Condá.

O título da Chapecoense veio com muita emoção. Com gol de pênalti nos acréscimos, o time de Chapecó conseguiu a vitória por 3×1 contra o Confiança, ultrapassou o América-MG no saldo de gols e conquistou a taça do Campeonato Brasileiro Série B.

O jogo na Arena Condá também começou agitado com gol logo aos 4 minutos de Anselmo Ramon. O resultado deixava a equipe empatada com o Coelho em tudo, faltando dois gols para ultrapassá-los no saldo de gols e conquistar o título, mas ao invés de fazer mais gols, a Chape tomou um.

Aos 10 do segundo tempo, Isnairo deixou tudo igual. Então o que parecia impossível, aconteceu. Perotti marcou aos 51′ e aos 79′ do segundo tempo, Anselmo Ramon converteu um pênalti e deu o títulos aos catarinenses.

Quem você acha que chega mais perto do topo da tabela em 2021? Conta pra gente! E não se esqueça de escalar seu time no SPM 365!