O Cruzeiro venceu o Boa Esporte e entrou no G4 do Campeonato Mineiro. Nacho volta a brilhar e o Atlético venceu o América e dispara no Mineiro e com hat-trick de Tiago Reis, Vasco bate o Bangu por 4×2.

Boa 0 x 1 Cruzeiro

O Cruzeiro reencontrou a vitória no Campeonato Mineiro. Com um gol de Rafael Sóbis em cobrança de falta, a Raposa derrotou o Boa Esporte por 1×0, na abertura da sétima rodada do Estadual. O resultado acabou com uma sequência de dois jogos do Cruzeiro sem triunfar na competição

Essa foi a terceira vitória do Cruzeiro no Mineiro. O time dirigido por Felipe Conceição chegou aos 11 pontos e ocupa o quarto lugar. Em relação à rodada passada, a Raposa ganhou duas posições e agora está na zona de classificação para a semifinal. Caldense, que perdeu para o Pouso Alegre (o terceiro colocado), e Athletic, que caiu diante do Tombense, deixaram o G-4.

A bola parada virou uma solução para o Cruzeiro, Rafael Sóbis foi o cobrador oficial e levou perigo em todas elas. Na primeira, de frente para o gol a bola passou colada à trave esquerda. Na segunda, o goleiro Carlos Miguel espalmou para escanteio. Mas na terceira, veio o gol: do lado esquerdo, ele chutou cruzado, a bola passou por todo mundo e chegou a meta adversária.

As boas defesas do goleiro do Boa Esporte foram os melhores momentos dos 45′ finais. Com o passar do tempo, ambos os times tiveram dificuldade para chegar ao ataque. O Cruzeiro ainda teve boa chance nos pés de Rafael Sóbis aos 25′, em uma finalização ruim de dentro da área. Já o Boa Esporte assustou Fábio em uma jogada de escanteio.

Atlético-MG 3 x 1 América-MG

O Galo saiu na frente primeiro, após cobrança de falta de Nacho Fernández que passou em baixo da barreira, aos 17′ do primeiro tempo. Três minutos depois, o América teve grande oportunidade de empatar o jogo após erro de Junior Alonso que deixou Rodolfo frente a frente com o goleiro. O atacante tentou driblar Everson, mas não teve sucesso.

Já na etapa final, logo aos oito minutos, Arana fez belo cruzamento para Nacho que cabeceou na trave e, no rebote, Sasha e Savarino foram pra bola, que passou por cima do gol. Aos 10′, o Coelho chegou ao seu gol de empate com João Paulo, em chute de muito longe. Savarino tentou desempatar a partida em chute de fora da área, que acabou perto da trave.

Aos 18′, Cuca fez três substituições, das quais duas participaram do gol de desempate dos donos da casa. Em contra ataque do Galo, Vargas e Hulk, que a pouco entraram em campo, fizeram boa tabela, onde o chileno deu passe para a finalização de Keno dentro da área, defendida por Cavichioli, no rebote, Nacho Fernández marcou, aos 25′.

Por fim, após cruzamento de Vargas, cortado pela defesa do América, Guilherme Arana pegou a sobra de primeira e fez o gol que garantiu a vitória do Galo.

Vasco 4 x 2 Bangu

O primeiro tempo começou morno, com as duas equipes se estudando. Aos 10′, os ânimos ficaram exaltados  entre os jogadores de Vasco e Bangu. Após falta dura de Jean Carlos em Bruno Gomes, atletas das duas equipes se estranharam e trocaram empurrões, mas a situação foi controlada. O atacante alvirrubro foi punido com cartão amarelo.

Aos 25′, teve a parada técnica, oportunidade para os dois treinadores conversarem com seus comandados e fazer com que o nível da partida melhore. E foi o que aconteceu. Os jogadores das duas equipes voltaram mais ligados para a segunda metade do primeiro tempo. E, aos 32, o Bangu abriu o placar. Após erro na saída de bola vascaína, Geovani encontrou Luís Araújo invadindo a área. O camisa 19 dominou e finalizou para abrir o placar.

O Vasco não se abateu e logo conseguiu empatar o placar. Aos 36, Cayo Tenório cruzou da ponta direita e o árbitro marcou toque na mão de Gil. Tiago Reis cobrou mal o pênalti, o goleiro Paulo Henrique fez a defesa, e no rebote a bola sobrou para o próprio camisa 27 deixar tudo igual no marcador. Aos 41, o clima voltou a esquentar entre os atletas dos dois times, após Riquelme e Jean Carlos se estranharem.

O segundo tempo começou animado no Raulino de Oliveira. Logo no primeiro minuto, Tiago Reis fez o segundo dele e do Vasco no jogo. Juninho deu ótimo passe para Riquelme, que colocou a bola na medida para o atacante, sem goleiro, cabecear para virar o placar.

A equipe de Marcelo Cabo manteve a postura ofensiva e conseguiu ao terceiro gol. E de novo com Tiago Reis. Após boa troca de passes, Cayo Tenório invadiu a área e rolou para o centroavante marcar seu terceiro na partida. 

Aos 28 minutos, o Alvirrubro mostrou que não ia vender o peixe barato. Após cobrança de escanteio, Gabriel Cividini subiu bonito para cabecear para o fundo das redes e manter as esperanças do Bangu acesas. Mas a alegria durou pouco tempo. Logo na saída de bola, aos 29, o Vasco fez o quarto gol. Zeca fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola sobrou para Matías Galarza finalizou e Gabriel Pec, impedido, desviou para o fundo do gol. Vale lembrar que não há a utilização do VAR no Campeonato Carioca.

Quem você acha que vai erguer a taça? Não esqueça de fazer sua escalação no SPM 365.