Bournemouth atropela Leicester e respira na luta contra o rebaixamento. Tottenham bate Arsenal e Chelsea tem derrota curiosa contra Sheffield

Liverpool 1×1 Burnley

Os Reds estavam na busca pelo 100% de aproveitamento em casa na atual temporada, mas o modesto Burnley conseguiu atrapalhar os planos da equipe de Klopp.

Os donos da casa pressionaram desde o começo e poderiam ter conseguido uma boa vantagem ainda na primeira metade do jogo, mas o goleiro Pope estava atento e conseguiu frear maioria das investidas dos campeões. A bola foi parar no fundo das redes somente em um dos ataques, quando Robertson desviou de cabeça. No segundo tempo, mesmo com a insistência do Lverpool, Jay Rodriguez empatou para os visitantes e deu números finais à partida.

Tottenham 2×1 Arsenal

Era o jogo de seis pontos da rodada, já que o Tottenham vinha logo atrás do Arsenal na tabela – a distância entre os times era de um ponto. Os Gunners saíram na frente com um gol de Lacazette aos 16′, mas Son tratou de igualar os tentos logo depois, aos 19′.

A partida seguiu bastante disputada com ambas as equipes buscando o gol (tanto que foram 28 finalizações ao todo com o Tottenham levando uma pequena vantagem: 15×13). O Arsenal até passou mais tempo com a bola no segundo tempo, mas viu Alderweireld marcar para os Spurs aos 37′ da etapa complementar e garantir a vitória. Agora, o Tottenham tem 52 pontos e ocupa 8º lugar, que era do Arsenal no começo da rodada.

Bournemouth 4×1 Leicester

A raposa inglesa ainda não garantiu matematicamente sua vaga na Champions e o jogo contra o 18º da tabela era uma ótima oportunidade para dar um passo em direção à maior competição europeia da próxima temporada. Mas não foi bem assim.

O Leicester até abriu o placar com o artliheiro Vardy depois de um primeiro tempo inteiro na pressão. Nos 45 minutos iniciais, foram 10 chutes ao gol contra apenas um dos donos da casa e 66% de posse para os visitantes. No segundo tempo, o Bounemouth precisou de apenas 2 minutos para virar o jogo (aos 66, Junior Stanisias marcou e Dominic Solanke virou aos 67′) e logo em seguida Çağlar Söyüncü foi expulso.

Com um homem a menos, a raposa não conseguiu buscar o empate e ainda levou mais dois gols antes do apito final.

Sheffield 3×0 Chelsea

O jogo mais curioso da rodada. O Sheffield tinha condições de vencer a partida, mas o Chelsea, terceiro na classificação, era o favorito. Bastou a bola rolar para o Sheffield dar uma aula de eficiência: aos 33′ minutos do primeiro tempo, os donos da casa já tinham dois gols de vantagem, mesmo com míseros 23% de posse de bola (gols de David McGoldrick e Oliver McBurnie).

No segundo tempo, Lampard usou suas cinco substituições para mexer na equipe, mas o panorama do jogo não mudou a favor do Chelsea. O Sheffield manteve a porcentagem de posse de bola com muita pressão dos blues, mas quem balançou as redes foi McGoldrick (mais uma vez). No fim, os anfitriões acertaram quatro chutes no gol e converteram três deles, enquanto William, Pulisic e companhia passaram em branco.

É apreciador do futebol mais equilibrado do mundo? Mostre seus conhecimentos sobre a Premier League e escale seu time para faturar prêmios em dinheiro!