Que carnaval e futebol são duas coisas que unem o Brasil não é novidade para ninguém, mas já parou para pensar quando essas duas paixões jogam lado a lado? Confira histórias emblemáticas do futebol no carnaval.

O ditado é que o Brasil tem o melhor carnaval e o melhor futebol do mundo, são duas festas que mobilizam milhões de brasileiros. Quando olhamos para os desfiles de escolas de samba, conseguimos enxergar a ligação entre eles, como por exemplo a torcida Gaviões da Fiel que possui sua própria escola de samba e muitas outras vezes que times ou jogadores específicos foram homenageados em sambas de enredo.

Também é possível ver a ligação das músicas das torcidas no estádio, muitas vezes elas são inspiradas em sambas que já passaram pelos Sambódromos. Algumas escolas de samba também possuem braços no futebol, como por exemplo a ARUC-DF (Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro), que é uma escola consolidada em Brasília e possui seu próprio time, o ARUC, que joga no Campeonato Candango.

É impossível falar de carnaval e futebol sem mencionar Mário Filho. O jornalista está na história tanto do futebol Brasileiro, quanto do carnaval. Ele foi um dos idealizadores do primeiro desfile de escolas de samba do Brasil e do estádio Mario filho, popularmente conhecido pelo nome Maracanã. Como trabalhava com jornalismo esportivo, durante a época do carnaval, os principais esportes do Rio de Janeiro (remo e futebol), tinham uma pausa para as festividades e por isso as vendas caiam muito.

Tendo isso em mente ele idealizou um campeonato, entre escolas de samba em 1932, que tinha numa pontuação final parecida com o futebol, o que se tornou uma tradição no carnaval e os desfiles foram evoluindo até a inauguração da Sapucaí e o carnaval de escolas de samba como vemos hoje em dia.

Caso Romário

É impossível também falar de carnaval e futebol e não lembrar do baixinho enquanto jogava no Barcelona. O jogador pediu dois dias de folga para o técnico holandês, Cruyff, para vir ao Brasil comemorar o carnaval. A resposta do chefe foi clara: “Se fizer dois gols, eu te libero.”

Na partida do dia seguinte ele marcou três gols no primeiro tempo e, no intervalo, pediu para ser substituído. O técnico conta que o brasileiro pediu para ser substituído ainda no intervalo pois seu avião saia em uma hora.

Você gosta de carnaval? E futebol? Já conhece o SPM 365? Somos um fantasy game dos principais campeonatos do mundo. Faça já seu cadastro e sua própria escalação.