Depois de dois jogos interessantíssimos, Azurra e English Team vão se enfrentar na grande final da Euro 2020!

Itália 1×1 Espanha

Itália vence Espanha nos pênaltis e se classifica para a final da Eurocopa 2021

Depois de atropelar na fase de grupos e vencer Áustria e Bélgica em jogos apertados, a Itália eliminou a Espanha nos pênaltis e vai disputar a sua terceira final, 53 anos depois do título de 1968. Depois da ausência vergonhosa na Copa de 2018, a seleção italiana se reformulou e iniciou um trabalho de reconstrução. E ele deu muito certo. Com um futebol agressivo, a Itália chegou para a semifinal da Euro como a sensação do torneio.

Já a Espanha teve que evoluir muito durante a competrição. Depois de uma classificação conquistada na última rodada da fase de grupos, venceram a Croácia e a Suíça na prorrogação. No mata-mata, o time mostrou um futebol mais fluido e eficaz, mas longe de ser suficiente para conquitar o título.

Contra a Croácia, por exemplo, os dois gols sofridos nos últimos 15 minutos contra uma seleção que é, no máximo, mediana mostrou a fragilidade defensiva da equipe. Já no duelo diante da Suíça, a falta de repertório do ataque espanhol teve o custo de jogar mais uma prorrogação numa partida em que a Espanha teve 69% de posse de bola, mas acertou apenas duas bolas no gol nos 90 minutos.

Entretanto, Itália x Espanha foi um jogo interessantíssimo de se assistir. As expectativas de uma clara dominância da Itália pelo seu momento brilhante foram quebradas por Luis Enrique, comandante da Furia. O treinador optou por forçar o jogo da Espanha todo pelo meio para tentar conter Barella e Verrati, de onde nasceram as principais jogadas da Itália. Assim, o time espanhol minou os meias italianos, que tiveram que atuar tanto ofensiva quanto defensivame e se cansaram. Foi, inclusive, pelo meio que saiu o gol de empate depois que Olmo colocou Morata na cara de Donnarumma aos 80′. Não fosse o chute de Chiesa aos 60′, que tirou o 0x0 do placar, a Espanha poderia ter vencido a principal candidata ao título da Euro 2020.

Morata comemora gol contra Itália na semifinal da Euro 2021

Depois da prorrogação sem gols, vieram as penalidades. Nas quartas, a Espanha eliminou a Suíça convertendo 100% das cobranças, mas não teve a mesma felicidade contra a Azurra. Dani Olmo isolou a primeira cobrança e Morata parou em Donnarumma na quinta cobrança espanhola. Jorginho em seguida, cobrou com extrema qualidade e colocou a Itália na final (veja a cobrança do meia aos 7:10 do vídeo abaixo).

Inglaterra 2×1 Dinamarca

A Dinamarca, mesmo depois do baque de ver seu principal jogador literalmente quase morrer em campo, surpreendeu na Euro 2020 e chegou até a semifinal. Contra uma Inglaterra que até então não tinha sofrido gols e que mostrou um futebol consistente e versátil, a expectativa para o duelo era alta.

Quem saiu na frente foram os dinamarqueses aos 30′ com um belo gol de falta de Damsgaard, que foi primeiro dessa edição da Euro. O empate inglês veio com um gol contra nove minutos depois. Mas se o capitão Kajer não empurrasse para o próprio gol, o Sterling com certeza faria isso porque estava no lance para conferir.

England returns to a final 55 years later
A cobrança de Damsgaard não foi excepcional, mas foi o suficiente para quebrar a invencibilidade de Pickford, que durou 480 minutos.

O jogo seguiu empatado até o primeiro tempo da prorrogação, quando o Sterling entrou na área, imaginou uma piscina e fez o que os ingleses chamam de “diving” (ou mergulhar, em Português). O árbitro caiu na do inglês e apontou pra marca da cal. Schmeichel defendeu a cobrança de Kane, mas deu o azar de o rebote voltar justamente nos pés do atacante, que não desperdiçou a segunda chance.

Pênalti em Sterling pela semifinal da euro 2021 contra a Dinamarca.
O fatídico lance que originou o gol da vitória inglesa de virada

Ficou feio demais uma seleção como a Inglaterra, com tanta qualidade e jogando em casa depender de um pênalti que não existiu. E sem comentários para o VAR também. A plástica da jogada realmente dá impressão de pênalti num primeiro momento, então a marcação do árbitro de campo é compreensível. Mas, quando observamos o lance em câmera lenta, fica nítido que foi um lance bastante controverso e o mínimo que o VAR deveria ter feito era recomendar a revisão da jogada pelo árbitro de campo.

Agora, a Inglaterra volta a disputar uma final depois de 55 anos, quando disputou a final do mundial de 66 e saiu vitoriosa diante dos alemães ocidentais. A Dinamarca, por sua vez, saiu de cabeça erguida depois dessa campanha heroica que foi injustamente encerrada depois de um dos maiores assaltos desde que o VAR foi implementado.

Depois dessa classificação questionável da Inglaterra, que tirou a chance do Kasper Schmeichel ser campeão da Euro assim como seu pai foi em 92, temos a obrigação moral de torcer pra Itália.

Para você, quem vai ser o grande campeão da Euro 2020? Deixe sua torcida nos comentários!