A Copa de 74 foi a décima edição da competição e foi sediada na então Alemanha Ocidental e teve como campeã a dona da casa.

Fase de grupos

A copa contou com a presença de quinze seleções nacionais, sendo:

  • 9 Europeias – Alemanha Ocidental, Alemanha Oriental, Iugoslávia, Escócia, Holanda Suécia, Bulgária, Polônia e Itália.
  • 5 Americanas – Chile, Brasil, Uruguai, Argentina e Haiti
  • 1 Africana – Zeire
  • 1 Oceânica – Austrália

As seleções da Alemanha Oriental, da Austrália, do Haiti e do Zaire faziam sua primeira participação na competição. Nesta mesma edição tivemos duas grandes goleadas: Haiti 0 x 7 Polônia e Iugoslávia 9 x 0 Zaire.

A grande revelação desta copa foi a Seleção Holandesa que voltou à copa após 36 anos de ausência, desde a sua segunda participação, em 1938, na França.

O Brasil saiu no grupo 2 e tinha como adversários na primeira fase a Iugoslávia, Escócia e Zaire. A Seleção Canarinho empatou com a Iugoslávia e Escócia por 0x0. Com uma situação complicada, o Brasil se classificou como segundo colocado do grupo para a fase seguinte.

Segunda fase

Diferente das demais copas, a segunda fase também era em grupos, nos quais os dois primeiros de cada grupo se enfretariam na grande final, e os dois segundos colocados de cada grupo disputariam o terceiro lugar.

O grupo do Brasil, (Grupo B) era composto por Holanda, Alemanha Oriental, Brasil e Argentina. No primeiro jogo da segunda fase, o Brasil que defendia o título enfrentou a Alemanha Oriental e venceu por 1×0 com gol de Rivelino.

No segundo, enfrentamos nossa arquirrival, Argentina e vencemos os hermanos por 2×1 com gols de Jairzinho e Rivelino. Apesar do status de atual campeã do mundo na época, a Seleção Brasileira encarou a Holanda no último jogo da segunda fase e entendemos na prática o favoritismo da Laranja Mecânica.

Depois de um primeiro tempo apertado e sem gols, a Holanda voltou com muita disposição e logo aos 50′ marcou o primeiro com Johan Neeskens, em seguida quinze minutos depois sacudiu as redes de novo com Johan Cruijff deixando o placar final em 2×0 para a favorita da competição.

Final

No outro grupo, a finalista foi a dona da casa, a Alemanha Ocidental e no dia 07 de julho de 1974 as duas seleções se enfrentaram para decidir a campeã do mundo. Logo no início, aos 2′ o juiz apontou pênalti favorável a Laranja Mecânica, que soube aproveitar bem a oportunidade e marcou 1×0 com Neeskens.

A Alemanha não deixou barato e continuou a pressionar, até que nos 25′ o juiz assinala outra penalidade, agora favorável a ela. Paul Breitner cobrou com classe deixou tudo igual.

Depois disso o jogo continuo muito amarrado, com oportunidades para os dois lados e, no finalzinho, aos 43′ Gerd Müller marcou e garantiu a taça para a Alemanha Ocidental.

O Brasil apesar de não ter se classificado para a final, teve o segundo melhor desempenho do grupo e por isso disputou o terceiro lugar com o segundo melhor colocado do outro grupo, a Polônia. Apesar dos esforços, nossa seleção não conseguiu o pódio, perdendo para a Polônia por 1×0.

Qual foi a melhor Copa para você? Conta pra gente!