Brasil e Colômbia vencem pelo grupo A. Messi marca golaço pela Argentina, mas chilenos buscam o empate e Paraguai lidera grupo B.

Brasil 3×0 Venezuela

Na noite do último domingo, o Brasil enfrentou a Venezuela no estádio Mané Garrincha (Distrito Federal) e conquistou os primeiros três pontos na luta pelo nosso décimo título de Copa América.

O domínio brasileiro era esperado, principalmente depois que a Venezuela precisou convocar quinze jogadores para suprir as ausências do time causadas por um surto de covid-19.

E assim aconteceu. Desde o início do jogo, o Brasil mostrou sede de gol e criou boas chances. Depois de algumas chances boas que poderiam ter sido convertidas, Marquinhos, tirou o 0x0 do placar. Neymar bateu escanteio e o zagueiro (companheiro de Neymar no PSG) aproveitou um desvio e finalizou com a perna esquerda. Depois, Richarlison, o pombo, ainda teve um gol bem anulado por impedimento.

No segundo tempo, o Brasil voltou no mesmo ritmo até liquidar a fatura. Danilo aplicou uma meia lua dentro da área e foi derrubado na sequência. Aos 63′, Neymar pariu para a cobrança e deslocou o goleiro Graterol, que nem saiu na foto. A Seleção Canarinho continuou perdendo gols e o terceiro tento só veio aos 89, quando Neymar driblou o goleiro na entrada da grande área e cruzou para Gabigol, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Argentina 1×1 Chile

Nos minutos iniciais, muito equilíbrio entre as duas seleções. Entretanto, a Argentina assumiu uma postura mais ofensiva enquanto o Chile nitidamente escolheu jogar no contra-ataque. Com mais bola no pé e com um ataque que não tinha uma defesa muito bem posta pela frente, a Argentina desperdiçou um caminhão de boas chances. Quem fez a diferença foi ele, Messi, numa belíssima cobrança de falta (veja no vídeo abaixo aos 1:05):

No segundo tempo, talvez pela desvantagem no placar, o Chile agiu para mudar completamente o cenário da partida. Se o primeiro tempo foi todo no contra-ataque enquanto a Argentina tinha a bola, os chilenos trataram de partir para cima e apertaram o cerco à albiceleste.

Aos 52′, Vargas recebeu um passe açucaradíssimo e chutou. No rebote de Emiliano Martínez, Vidal sofreu pênalti marcado com a ajuda do VAR. Ele mesmo bateu, mas o goleiro pegou e foi Vargas quem apareceu para empurrar de cabeça para o gol vazio. Depois disso a Argentina acordou, mas os esforços dos hermanos não foram suficientes para sair de campo com os três pontos.

Depois do resultado, Messi postou uma mensagem para a torcida em seu Instagram:

Paraguai 3×1 Bolívia

A Bolívia, sem Marcelo Moreno (seu maior artilheiro), conseguiu sair na frente aos 9′ de bola rolando depois que Saavedra converteu um pênalti. Mas esse gol não passou de um susto para o Paraguai que foi muito superior durante toda a partida e, embora não tenha conseguido balançar as redes no primeiro tempo, conseguiu a virada na segunda metade do confronto.

Depois do intervalo, a Bolívia teve que se recuar ainda mais do que no primeiro tempo. Isso porque Cuellar tinha sido expulso nos acréscimos da primeira etapa. Com um a menos e com um time tecnicamente pior, a missão da Bolívia de segurar o resultado era praticamente impossível. E deu a lógica.

O Paraguai seguiu perdendo gols até os 61′, quando Romero Gamarra aproveitou uma rebatida fora da área e acertou um belo chute de primeira. E a virada não demorou: aos 64, em mais uma blitz paraguaia, Ángel Romero pegou rebote do goleiro e marcou. Aos 80′, com a Bolívia já exausta, ele fez mais um para fechar a conta.

Será que Messi vai desbancar o favoritismo brasileiro e conquistar seu primeiro título com a Argentina? Deixe sua opinião nos comentários!

banner_spm365