Listamos cinco zebras inesquecíveis da Champions League, a ordem é cronológica, fica a seu critério definir qual foi a maior façanha de um azarão na competição.

Dínamo de Kiev nas semifinais 1998/1999

Equipe do Dínamo de Kiev na temporada 1998/99.

Depois do Real Madrid levantar a orelhudo na temporada 1997/1998, o clube espanhol parou nas quartas de final da temporada seguinte. O responsável pela eliminação do gigante espanhol foi o clube ucraniano Dínamo de Kiev.

Tendo como homem de referência o atacante Andriy Shevchenco, o time ucraniano empatou em 1×1 conta o Real Madrid na primeira partida e venceu a volta por 2×0.

Apesar de ter conquistado a classificação para a semifinal, o time não conseguiu passar do Bayern de Munique, mas teve um confronto muito equilibrado. Na primeira partida empatou em 3×3 e foi eliminado na segunda após perder por 1×0.

A taça daquela edição ficou com o Manchester United após vencer o Bayern na final com uma virada incrível com dois gols do time inglês nos acréscimos.

Bayer Leverkusen na final de 2001/2002

Time lendário de 2001/2002 do Bayer Leverkusen

Já conhece o SPM 365? Escale agora sua equipe!

Olhando para o plantel do time alemão de 2001/2002 é possível compreender como o time conseguiu chegar a final da maior competição entre clubes do mundo. A equipe contava com nomes de peso como: Lúcio, Zé Roberto e Ballack, porém a falta de tradição era o que pesava.

Na fase de grupo, o Leverkusen passou pelo Arsenal e Juventus e foi líder da chave. Nas oitavas e nas quartas os alemães derrubaram grandes times do futebol inglês: Liverpool e Manchester United.

O clube conseguiu chegar a final e para vencer o campeonato precisava derrotar o Real Madrid. Os espanhóis saíram na frente com um de Raúl, o Leverkusen empatou com Lúcio

Mas a partida ficou marcada pelo belíssimo gol do então jogador madrilenho Zinedine Zidane, que acertou um belo chute de canhota depois de um balão de Roberto Carlos, fechando o placar em 2×1.

Porto campeão em 2003/2004

Deco segurando a taça da Champions League

Se o assunto é zebras na Liga dos Campeões, devemos relembrar 2003/2004. Além do campeão Porto, aquela edição teve o Monaco como vice e o Deportivo La Coruña na semifinal.

O Porto, que era liderado em campo por Deco e tinha José Mourinho no início de carreira, eliminou o Manchester United nas oitavas de final, o Lyon nas quartas e o La Coruña nas semifinais.

Curiosamente, o time espanhol chegou às semifinais depois de uma virada espetacular sobre o Milan nas quartas. O time italiano fez 4 a 1 no jogo de ida, mas o Deportivo La Coruña devolveu 4 a 0 na volta.

Outra bela virada foi a do Monaco nas semifinais, diante do Real Madrid. Depois de perder por 4 a 2 na ida, o time do Principado venceu por 3 a 1 na volta e avançou pelos gols marcados fora de casa.

Na grande decisão, Carlos Alberto, Deco e Alenichev fizeram os gols da vitória do Porto por 3 a 0 sobre o Monaco. Com a conquista da Champions League, Mourinho encerrou sua passagem pelo clube português com seis títulos e partiu para a Inglaterra, onde assumiu o comando do Chelsea

APOEL nas quartas de final de 2011/2012

Jogadores do Apoel comemorando a vitória.

Com o elitismo e tradição do futebol europeu, dificilmente imaginamos um time do Chipre nas quartas de final da Champions, mas isso aconteceu na edição 2011/2012.

A temporada 2011/2012 foi o ápice da equipe. O APOEL eliminou Skenderbeu Korce (Albânia), Slovan Bratislava (Eslováquia), e Wisla Krakow (Polônia) e chegou até a fase de grupos, onde foi sorteado ao lado de Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Porto e Zenit (Rússia) e avançou na primeira colocação, com duas vitórias, três empates e uma derrota.

Nas oitavas encarou o Lyon: primeiro, em Gerland, vitória francesa por 1 a 0. Na volta, em Nicósia, vitória do APOEL pelo mesmo placar, o que levou a decisão para os pênaltis, onde o clube do Chipre levou a melhor.

O sonho do representante do Chipre na Champions League foi interrompido pelo Real Madrid, que venceu por 3 a 0 e 5 a 2 nos dois jogos das quartas de final. Na fase seguinte, os espanhóis foram superados pelo Bayern.

Chelsea campeão da Champions de 2011/2012

Chelsea em 2011/2012.

Se você é fã dos Blues, não se chateie com a presença do clube entre as maiores zebras da Champions, mas o que não se pode negar é que o título conquistado foi uma verdadeira surpresa.

o Chelsea terminou a Premier League na sexta colocação, com uma diferença de 25 pontos do campeão Manchester United. Com uma inconstância de resultado, no meio da temporada a diretoria do clube optou por trocar o técnico português André Villas Boas por Roberto Di Matteo.

Sob nova direção, o clube inglês surpreendeu o Barcelona de Guardiola nas semifinais. Venceram em casa por 1×0 e depois conseguiram um empate no Camp Nou por 2×2, conquistando sua vaga na final.

Na grande decisão, foi a vez de enfrentar o Bayern em Munique. Na casa do rival, o Chelsea levou a disputa pela taça para os pênaltis depois de 1 a 1 no tempo normal e se sagrou campeão. Foi o primeiro título de Champions League de uma equipe de Londres.

Para você qual foi a maior zebra da Champions de todos os tempos? Aproveite e escale sua equipe no SPM 365.