Vamos lá, você tem ideia do que é e como funciona a análise de desempenho no futebol?

Cada vez mais presente nas nossas vidas, a tecnologia invadiu o mundo dos esportes e chegou para ficar. A análise dos dados de uma partida tem como objetivo principal melhorar a performance dos atletas, criar um esquema tático eficiente para o time e servir de ajuda para que o treinador possa tomar boas decisões.

Atualmente, softwares complexos que em poucos segundos oferecem milhões de informações, estão, aos poucos, tomando o lugar das pranchetas e planilhas feitas à mão, as quais uma pessoa levaria muitos dias para calcular.

Essa tecnologia que tem trazido tantos benefícios, tem chamado cada vez mais a atenção dos profissionais da área esportiva, que tem interesse em aprender como ocorre a análise de desempenho no futebol.

Apesar do desejo de aprender, muitos não sabem muito bem como funciona, quais os softwares exatos que analisam os atletas e onde se pode buscar capacitação. Visando essa dificuldade alheia, fique com esse post repleto de dicas a respeito da análise de desempenho no futebol.

Entenda como é feita a análise de desempenho

Primeira coisa antes de tudo é buscar entendimento no assunto. Para se ter uma análise de uma partida de futebol, entenda que ela é dividida em quatro partes, começando pela defesa, depois passando pelo ataque e pelas movimentações ofensivas e defensivas que ocorrem no jogo. São avaliados os fundamentos do futebol praticados por cada atleta e por toda a equipe em conjunto nessas etapas.

Não se esqueça que tudo é analisado e o adversário também é estudado e, nesse caso, o analista procura descobrir qual é o modelo de jogo e o comportamento padrão e desviante de cada um, para que o treinador possa montar uma estratégia adequada antes.

As observações são realizadas de duas maneiras diferentes, que visam qualificar e quantificar as ações de cada equipe. Por meio dessas observações, é possível encontrar os aspectos que contribuem ou não para o rendimento, além de perceber como se dá a evolução de cada uma.

Análise quantitativa

A análise quantitativa enumera os acontecimentos do jogo, ou seja, ela transforma todas as jogadas e ações que aconteceram em uma partida em dados que, em conjunto, formam as estatísticas.

Essas estatísticas da partida, quantificadas, são chamadas de scout técnico. Com ele, é possível estudar cada jogador individual ou a equipe em conjunto. Cada analista vai definir quais são os dados considerados importantes, para que possa quantificá-los durante e depois de uma partida.

As oportunidades são muito extensas. É possível destrinchar um jogo inteiro, detalhe por detalhe, e buscar diferentes informações para o aperfeiçoamento das técnicas. Apesar desses métodos serem muito importantes, aqui no Brasil, uma boa parte das equipes ainda utiliza de forma amadora a análise de dados, fazendo assim, então, um mercado ainda aberto e com grandes chances de crescimento.

Análise qualitativa

A análise qualitativa é um tipo de pesquisa em que não se tem apenas uma resposta para o questionamento. Ela busca encontrar aspectos relativos em uma pesquisa.

Por exemplo, durante a análise de uma partida de futebol, a parte qualitativa é feita por meio de imagens e vídeos gravados, que podem ser acoplados a softwares de auxílio.

Quando o analista estuda esses vídeos, ele consegue observar a dinâmica de cada equipe e quais são seus comportamentos durante todo o jogo porque é possível controlar e avaliar cada jogador em qualquer aspecto que se queira.

Outra tarefa importante da análise qualitativa é dada em relação ao comportamento dos times. O estudo dos times contra os quais se vai jogar é feito em prévia, e a partir dele a estratégia é montada para o jogo em questão.

Já na análise qualitativa da própria equipe, é possível obter toda a dinâmica do jogo: saber como o time se comportou em campo, quais foram os locais em que esteve mais presente e a parte do campo que menos teve gente, onde ocorreram a maioria dos desarmes ou dos chutes a gol.

Saiba como a tecnologia analisa as partidas

A análise do jogo é feita por meio de um software que capta imagens e vídeos, como já vimos anteriormente (VAR ou árbitro de vídeo). Contudo, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não há um deslocamento das câmeras a cada movimento da bola ou do jogador.

Elas ficam paradas e filmam determinada região do campo, ou seja, o campo é estudado por regiões. Uma das formas mais utilizadas é dividir o campo em pequenos quadrados, correspondentes às diversas posições dos jogadores.

As imagens captadas são calculadas por algoritmos e geram dados complexos quase que em tempo real.

Fonte da Imagem: Baixaki/Tecmundo

Veja alguns exemplos:

– número de passes acertados e errados;

– quantidade de finalizações;

– direção e distância de cada finalização;

– distância dos passes, quantificando os acertados e os errados;

– local do campo em que a equipe mais esteve presente durante a partida;

– local do campo onde ocorreu o maior número de desarmes pró e contra;

– distância percorrida por cada atleta;

– velocidade e aceleração de cada jogador;

– tempo de posse de bola.

Fonte da imagem: Reprodução/Elsevier

Como os softwares funcionam na análise da partida?

A primeira programação realizada no software é para que a bola seja reconhecida, tanto ela estando parada como também em movimento. Depois disso, é a hora de marcar os jogadores, que recebem uma programação diferenciada para cada perna.

As microcâmeras captam todas as imagens que posteriormente serão transformadas em dados e informações para criar a melhor tática para a equipe.

O computador deve ser configurado anteriormente, antes da bola rolar em campo. Nessa programação, são solicitados todos os dados que se deseja que o software capte.

Depois do começo da partida e o play no programa, é só esperar para ter todas as informações requeridas.

A partir daí, é possível fazer um monte de gráficos e planilhas, com a evolução de cada atleta em todos os fundamentos. Desse jeito, dá pra medir o desempenho individual ou do time. É possível obter qualquer dado, até mesmo qual jogador mais errou passes no primeiro ou no segundo tempo ou em determinado setor do campo.

O papel do analista

Quantificar esses dados, elaborar estudos e laudos sobre as equipes envolvidas e enviar para o restante da comissão técnica. Apesar de parecer uma tarefa fácil, é preciso ter um entendimento prévio de futebol e uma boa leitura de jogo.

Aqueles profissionais que desejam entrar nesse mercado devem buscar uma qualificação, para que possam desempenhar essa função de maneira eficiente.

Por que a análise de desempenho no futebol é importante para uma equipe?

Concorda que nem sempre o time que vence é o melhor? Muitas vezes a vitória é daquele que está mais bem preparado. No futebol atual, essa preparação mistura diversos setores, que se interligam.

Essa integração dos setores é total, e todo o trabalho da equipe deve girar em torno de uma tática e técnica, não importa se são categorias de base ou time profissional.

Precisa de muito entrosamento para colocar em prática todas essas técnicas e conseguir se superar no enfrentamento com um time que teoricamente é melhor, e a análise de desempenho no futebol tem papel importante nesse caso.

É por meio dela que as informações chegam aos técnicos. Há três principais setores em que o analista interfere como um todo em uma equipe de futebol: na hora da contratação, no estudo do adversário e na análise da sua própria equipe.

Fontes:

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/tecnologia/2015/09/15/interna_tecnologia,498615/olheiro-digital.shtml

https://www.tecmundo.com.br/futebol/26738-como-softwares-analisam-partidas-de-futebol-.htm

Cadastre-se grátis no SPM365