Para entrar no clima do confronto de hoje, separamos 5 semifinais marcantes da Champions. Confira!

Quem se lembra do gol de escanteio do Liverpool contra o Barça? Ou da virada surpreendente do Tottenham em cima do Ajax? Ou o El clásico que acabou em uma semifinal da competição. Antes de começarmos, uma ressalva. Vale lembrar que essa lista, não é um ranking, não há jogo pior ou menos relevante aqui, grandes jogos ficaram de fora, entraram na lista os mais recentes.

Liverpool 4 x 0 Barcelona – 2018/19

Gol do Liverpool.

Na ida, o Barcelona havia vencido por 3×0 no Camp Nou e poderia avançar para a decisão mesmo com uma derrota por dois gols de diferença.

O Liverpool dominou a partida desde os minutos iniciais. Divock Origi marcou logo aos 7′ do primeiro tempo. O Barcelona conseguiu estabilizar o jogo e segurou o adversário no restante da etapa inicial.

Na volta do intervalo, o Liverpool recuperou o ímpeto e garantiu a classificação. Wijnaldum, duas vezes, marcou para deixar o 3×0 no placar. Nos minutos finais, Alexander-Arnold aproveitou que o juiz já havia autorizado o escanteio, mas o time do Barcelona estava esperando a troca de jogadores para a cobrança, rapidamente cobrou com os jogadores ainda desorganizados e cruzou para Origi que estufou a rede de ter Stegen, selando uma vitória histórica. 4×0.

Real Madrid 0 x 2 Barcelona – 2010/11

Messi comemora segundo gol com companheiros.

Não se esqueça de fazer sua escalação no SPM 365!

O Real Madrid contratou o português José Mourinho no início da temporada 2010/2011 para um objetivo específico: conseguir competir com o Barcelona de Pep Guardiola. O Real Madrid, acreditem, vivia uma maldição das oitavas, com seis eliminações seguidas no primeiro mata-mata da Champions, inclusive na temporada de estreia de Cristiano Ronaldo, enquanto o Barcelona tinha feito uma tríplice coroa no meio de 2009 e havia sido eliminado pela Inter de Milão, de Mourinho, na semifinal da competição na temporada anterior.

Porém a contratação de Mourinho passou longe do esperado em relação ao clássico. No primeiro confronto entre os times, ainda na LaLiga, os merengues tomaram uma goleada histórica de 5×0. Mais tarde, ao se encontrarem na Champions, o resultado novamente foi favorável ao time catalão.

Com dois gols do argentino Messi, o Barcelona derrotou o Real Madrid por 2×0 em pleno Santiago Bernabéu. Assim, o Barcelona ficou perto de disputar a final da Liga dos Campeões. Na partida de volta, no Camp Nou, o time catalão empatou em 1×1 com os merengues, assim eliminou seu arquirrival e de quebra ainda conquistou o título mais cobiçado do velho continente.

Ajax 2 x 3 Tottenham – 2018/2019

Lucas Moura comemorando.

Com a derrota na partida de ida, em Londres, por 1×0, os Spurs precisavam de um triunfo fazendo no mínimo dois gols para garantir a classificação para a final, se repetisse o placar, o jogo iria para a prorrogação.

O Ajax foi melhor desde os minutos iniciais, com a criação de jogadas, principalmente pela esquerda fez com que o time abrisse dois de vantagem e ficasse mais tranquilo em campo. De Ligt abriu o placar após cobrança de escanteio e Ziyech aproveitou ótimo passe de Tadic para marcar um golaço.

Mas o cenário se inverteu completamente no início da segunda etapa. O Tottenham mudou a forma de atuar, Fernando Llorente entrou em campo e deixou o Ajax mais recuado em campo. A partir daí, foi a hora de Lucas Moura brilhar. O brasileiro fez dois gols em menos de 15 minutos e empatou o confronto. Depois disso, o duelo ficou mais equilibrado.

O castigo veio aos 50′, no último lance da partida. Sissoko mandou um balão na área, Dele Alli ajeitou e Lucas chegou batendo cruzado, de canhota, no canto. Onana se esticou todo, mas não chegou. A inacreditável virada fez o treinador Mauricio Pochettino ajoelhar chorando no gramado, ao mesmo tempo que os garotos do Ajax se jogavam ao chão para lamentar o resultado.

Bayern de Munique 0 x 4 Real Madrid – 2013/14

Cristiano roanldo e Modric.

Após 12 anos de espera, o Real Madrid conseguiu, em 2014 chegar a decisão da Champions e foi com show de bola: a equipe espanhola atropelou o Bayern de Munique por 4×0, na Allianz Arena, e avançou à final com o placar agregado de 5×0 – já que tinha vencido na ida em casa pela diferença mínima.

Com dois gols de Sergio Ramos, ambos de cabeça, e um de Cristiano Ronaldo, após belo passe de Bale, o clube espanhol abriu três gols em cima do Bayern ainda na etapa inicial, obrigando o time alemão a marcar cinco para conseguir se classificar à decisão.

Depois de abrir essa vantagem, o Real apenas controlou a partida, mas quem achou que a festa tinha acabado estava enganado. Aos 43′ do segundo tempo, um golpe de suplício: Cristiano Ronaldo pediu a bola e bateu com precisão, rasteiro, por baixo da barreira e no canto direito de Neuer, colocando o Real na sua 13ª final da competição, que mais tarde também levantou a orelhuda.

Milan 5 x 0 Real Madrid – 1988/89

Milan 5 x 0 Real Madrid – 1988/89

Se encontraram nas semifinais da Copa dos Campeões de 1989, dois grandes clubes, um italiano e um espanhol. O Milan buscava voltar a uma final do torneio, o que não ocorria há vinte anos. O Real queria se livrar da sina de ser eliminado nas semifinais, o que havia ocorrido nos últimos dois anos. A partida de ida, no Santiago Bernabéu.

Já o jogo de volta é até hoje considerado uma das maiores exibições individuais de uma equipe de futebol. Quando a partida começou, foi possível ver dois times com modelos de jogo completamente distintos. Os 15 primeiros minutos foram de domínio dos merengues, mas depois quem deu show foram os italianos.

O primeiro gol do jogo aconteceu aos 18′, feito por Carlo Ancelotti. Seis minutos depois o segundo, de Rijkaard. Aos 35′ mais um, Donadoni tabelou com Gullit e foi à linha de fundo para cruzar para o 3×0, de Gullit. No segundo tempo Van Basten e Donadoni terminaram de fechar a goleada.

Qual foi a partida mais emocionante para você? Conta pra gente e não se esqueça de fazer sua escalação no SPM 365!