No último final de semana, tivemos confrontos decisivos da La Liga. Mas todos terminaram em empate, dando a sensação que nenhum time quer conquistar o título.

Lembrando o Brasileirão de 2020, vencido pelo Flamengo, a atual temporada da La Liga parece nos dar a sensação que nenhum dos times “quer ganhar”. Com a reta final chegando , surge a dúvida de quem, de fato, será o campeão.

Uma disputa bastante diferente

Pela primeira vez na história do futebol espanhol, os clubes que disputam a primeira divisão não querem ser campeões.
Barcelona, Real Madrid, Atlético de Madrid e Sevilha, únicos com possibilidades matemáticas de chegar ao título, vão
desperdiçando oportunidades que têm para chegaram à liderança ou para aumentar a distância em relação ao grupo perseguidor, no caso do Atlético.

O Atlético de Madrid, apesar de ser o líder, talvez, tenha sido o time que mais decepcionou sua torcida até aqui quando o assunto é perder pontos cruciais. Após um ótimo início de temporada e com seus principais concorrentes tropeçando, parecia que os Colchoneros caminhariam para um título tranquilo e sem muitas adversidades. 

Simeone reinventou a equipe e contou com a chegada de Suárez para levar o time ao topo. Porém, devido a diversos motivos, como lesões, suspensões, desfalques por Covid, oscilações, o Atlético foi perdendo cada vez mais força e viu uma distância, que chegou a ser de dez pontos para o Barcelona, cair para dois. 

Já o Real Madrid nunca esteve tão longe da ponta da tabela, mas era, claramente, uma equipe que correria por fora e apenas disputaria o título se o Atlético permitisse. Apesar de não ser brilhante, Zidane montou uma equipe competitiva e que conseguia vencer seus jogos mesmo quando não atuava bem.

Através disso, não deixava de conquistar pontos e conseguiu uma vitória e um empate em dois jogos contra seu rival de cidade, diminuindo a distância na tabela. Com o triunfo nos clássicos locais e nos dois ‘El Clasico’, o Real estava de volta à briga pela taça. Porém, em partidas recentes, contra Getafe e Real Betis, apenas empatou e deixou de somar pontos que já poderiam ter lhe dado a liderança.

A 35ª rodada seria decisiva para despontar alguma equipe rumo à conquista do título, visto que tivemos confrontos diretos: O Barcelona recebeu Atlético de Madri e o Sevilla foi ao estádio Alfredo di Stefano para jogar com o Real Madrid. Quem esperava uma rodada emocionante, se decepcionou.

Depois do empate (0x0) entre Barcelona e Atlético de Madrid, o Real Madrid só precisava vencer o Sevilha para garantir a
liderança. Já para o time visitante uma vitória significava uma verdadeira reentrada na disputa pela taça. Mas o desfecho do duelo entre Zidane e Lopetegui foi igualmente um empate.

Os colchoneros de Diego Simeone continuam líderes, com 77 pontos, dois a mais que Real Madrid e Barcelona, segundo e terceiro classificados, respectivamente. Mais distante, mas ainda com hipóteses, está o Sevilha, com 71 pontos.

Há três rodadas do fim, parece que ninguém está disposto a conquistar um campeonato que, há uns anos, era considerado o melhor do mundo. Os últimos confrontos determinarão quem terá o “azar” de festejar.

Quem você acha que vai levar? Conta pra gente!