Atlético-MG continua na liderança, Internacional empata e cai para 4ª colocação, São Paulo vem crescendo e alcança o segundo lugar.

Atlético-MG 2 x 1 Botafogo

Atlético-MG não encontrou grandes dificuldades para bater o Botafogo por 2 a 1, em duelo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda que sem a presença do técnico Jorge Sampaoli, ainda em recuperação do quadro de Covid-19, o Galo segue correspondendo às expectativas de ser um forte candidato ao título nacional e lidera a corrida.

O outro Alvinegro, por outro lado, fica cada vez mais afundado na zona de rebaixamento, correndo o risco de fazer a sua pior campanha de Série A em todos os tempos.

O jogo foi do Galo quase os 90 minutos. Foram poucas os momentos em que o Botafogo ameaçou. Foram 13 finalizações contra apenas três da equipe carioca, que praticamente só chegou no gol do zagueiro Benevenuto, em bola parada. Do lado do time da casa, nem mesmo o pênalti perdido por Keno comprometeu o resultado.

Atlético-GO 0 x 0 Internacional

O Internacional voltou a tropeçar no Campeonato Brasileiro e viu aumentar a distância para a liderança. O empate sem gols com o Atlético-GO no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), pela 23ª rodada, foi o sexto jogo sem vitória dos comandados de Abel Braga, que segue afastado por covid-19.

O time gaúcho — que ficou com 10 a partir dos 23 minutos do segundo tempo, quando Rodrigo Moledo foi expulso — perdeu conexão com os primeiros lugares do Brasileiro, mas segue no G4. Com 37 pontos, ocupa o quarto lugar. Já o Atlético-GO tem 28 pontos e fica em 13º.

O Atlético-GO não ameaçou muito o Inter. Mas também não foi ameaçado. Bem posicionado defensivamente, o Dragão tirou os espaços e desabasteceu a linha ofensiva do Colorado, mas não acertou a transição ao ataque e frequentou pouco zonas de conclusão. Quando ficou com um jogador a mais até passou a ter chances de conclusão e pressionou. Mas faltou qualidade e organização.

O Momento mais emocionante da partida foi aos 17′ do segundo tempo, Zé Roberto atacante do Atlético colocou a mão na bola dentro da área e o juiz sinalizou pênalti. Thiago Galhardo foi para a cobrança e bateu no canto direito, mas o goleiro Jean acertou o lado e defendeu.

Bahia 1 x 3 São Paulo

Depois de dois empates seguidos, o Tricolor paulista venceu o desfalcado Bahia por 3 a 1, na Fonte Nova, e subiu para a segunda colocação, apenas um ponto atrás do Atlético-MG.

Ainda com dois jogos atrasados, o São Paulo tem agora 41 pontos. O Atlético-MG soma 42, mas já fez 23 partidas. O Flamengo, terceiro com 39, já atuou 22 vezes. Na próxima quinta, o Tricolor pode assumir a liderança se vencer o Goiás, às 19h, em Goiânia, em partida atrasada ainda da primeira rodada do Brasileirão – o outro jogo adiado é contra o Botafogo, no Morumbi.

Em meio à disputa nas oitavas de final da Copa Sul-Americana e bastante desfalcado, até mesmo do técnico Mano Menezes (com Covid-19), o Bahia não consegue se afastar de vez da luta contra o rebaixamento. O time permanece com 28 pontos, em situação ainda perigosa. 

O jogo fluiu bem, com primeiro tempo sem muitas emoções, o lance mais polêmico foi aos 27′, quando o VAR foi acionado depois que Volpi acertou o rosto de Ernando em uma saída de bola na área. O árbitro Leandro Pedro Vuaden analisou o lance no monitor, mas manteve a decisão de marcar escanteio.

No segundo tempo o jogo mudou completamente e o São Paulo se lançou ao ataque. Após bobeira da defesa do Bahia, Luciano aplicou uma bicicleta, a bola iria fora, mas bateu em Juninho e entrou. Arboleda, aos 20, ampliou de cabeça após cobrança de escanteio.

Aos 28, Reinaldo tocou para Luciano bater rasteiro da entrada da área sem chances para Douglas. O Bahia ainda conseguiu descontar, aos 35. Nino cruzou e Clayson apareceu na área para bater cruzado, deixando a partida em 3×1 para os visitantes.

Como está seu time do coração no Brasileirão? Não esqueça de escalar sua equipe no SPM 365!